Quando pensamos no ramo da construção civil rapidamente imaginamos grandes equipamentos carregando vigas de ferro, cimento e tijolos sendo carregados para todo lado. Mas talvez esteja na hora de revermos nosso conceito, pois esta semana começou a circular na internet ou vídeo em que dois drones são responsáveis pela construção de uma ponte de 7,4 metros, e que aguenta o peso de uma pessoa sem dificuldades. Sim, é exatamente o que você leu, os veículos aéreos não tripulados estão entrando voando no ramo da construção civil e com eles estão trazendo um universo de possibilidades.

A obra em questão, a ponte construída pelos drones, é o resultado de uma colaboração entre o Institute for Dynamic Systems and Control (Instituto para Sistemas Dinâmicos e Controle, em tradução livre, que é um instuto de pesquisa para um monitoramento eficiente; um melhor controle de sistemas e tecnologia; e o desenvolvimento de tecnologia de sistemas complexos) e Gramazio Kohler Research (que consiste em um grupo especializado nos mais diversos ramos de pesquisa, com foco desde a impressão 3D até com a construção aérea).

Segundo o Gramazio Kohler Research é um novo campo que está surgindo: o da construção civil com drones. Ela surge graças aos avanços de sensores, da computação e de controle, e permitiu a construção de veículos autônomos capazes de executar tarefas complicadas em ambientes “desestruturados”. A interdisciplinariedade é notável neste caso, a forma como a pesquisa sugeriu a disposição da ponte, algo que nos remete muito às competições de construção de pontes com palito de sorvete em que ganhava a ponte que conseguisse aguentar mais peso, a arquitetura na hora de decidir qual material seria usado e o uso dos robôs voadores na hora de colocar a mão na massa, ou melhor dizendo as asas.

Construção civil revolucionada: ponte construída por dronesConstrução civil revolucionada: ponte construída por drones

Tradicionalmente, as máquinas sempre deram assistência à construção civil e limitava-se apenas à assistência. Enquanto em contraste os drones são capazes de executar movimentos no ambiente e entre os objetos que nele se encontra; desviar de obstáculos; carregar materiais; efetuar descobertas e realizar diversas atividades na hora de construir, pois não possui as mesmas limitações que as máquinas tradicionais – que apenas davam assistência, e devemos aproveitar destas capacidades dos veículos aéreos não tripulados.

Mas para um melhor aproveitamento devemos levar em conta que ainda deve ser desenvolvido materiais mais leves para que drones de pequeno e médio porte possam carregar, e não esquecendo de todos os fatores que devem ser levados em conta no ramo da construção civil: estabilidade, resistência, durabilidade, etc; deve-se ser repensado o processo de construção como um todo para ver como os drones podem trabalhar em conjunto com o ser humano, para não haverem riscos e a cooperatividade no trabalho ser produtiva, é como se eles fossem dançar com os drones; além de que é necessário adaptar e desenvolver uma estratégia para a interação entre o drone e o material de construção que for utilizado, e com as tarefas de construção que serão designadas a ele.

O projeto deixa claro que os drones podem entrar, e provavelmente terão a sua participação garantida, na construção civil no futuro. Mas ainda há muito o que se desenvolver e pesquisar para garantir que esta entrada seja proveitosa e que não apresente riscos às pessoas envolvidas. Sabemos que não é recomendado o uso de drones em ambientes com grande aglomerações de pessoas e em ambientes fechados, e neste ponto deve-se haver uma grande evolução dos sensores para garantir a segurança de qualquer um próximo a eles. O vídeo foi gravado em um ambiente fechado chamado Flying Machine Arena, que é um espaço destinado à pesquisa com drones no Institute for Dynamic Systems and Control.

Apesar de todos os pontos que ainda devem ser considerados podemos dizer que: “é um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade”. Os drones estão revolucionando diversos setores no mercado, desde as entregas de produtos até o resgate de imigrantes no Mediterrâneo, e podemos esperar que nos próximos anos veremos os drones participando ativamente na área de construção civil, e certamente não será apenas para construir pequenas pontes em ambientes fechados.